Nota à Imprensa

A APG/GNR está de Luto!

A Associação dos Profissionais da Guarda – APG/GNR, atendendo aos trágicos acontecimentos de Pedrógão Grande, apresenta, desde já, as suas sentidas e sinceras condolências às famílias dos cidadãos que perderam a vida desta forma tão cruel e inesperada.

A APG/GNR apresenta uma saudação muito especial e deixa um incentivo de coragem a todos os profissionais da GNR, à protecção civil, aos bombeiros, profissionais de saúde, cidadãos anónimos e muitos outros intervenientes que, arriscando a própria vida, têm, de forma altruísta e incansável, estado na primeira linha do combate ao incêndio e no socorro às populações.

Não há memória de uma tragédia humana desta dimensão no que respeita a incêndios no nosso país e, independentemente do empenhamento de meios que foi possível importa salientar, mais que nunca a questão da prevenção é urgente, para que catástrofes desta dimensão humana não se repitam.

Tantas vezes relegados para segundo plano, quando são enumerados os intervenientes no combate aos incêndios, os profissionais da GNR, do GIPS e das restantes valências da Guarda merecem uma calorosa felicitação pela sua coragem e profissionalismo, pois mesmo sem todos os meios necessários, humanos e materiais, dão sempre o melhor de si em prol das populações e do seu bem-estar.

Este não é o momento de assumir ou atribuir responsabilidades, é o momento de proceder ao máximo empenhamento de meios e de prestar o apoio necessário a estes profissionais que se estão a deparar com situações limite, das quais, naturalmente, não sairão incólumes.

A APG/GNR deseja as melhoras ao profissional da GNR que ficou ferido e deixa aqui a sua solidariedade e apreço por todos os profissionais da Guarda, que têm sido incansáveis e que com força sobre-humana têm acorrido a todas as solicitações, por vezes além dos seus limites físicos e psíquicos.

O momento é de luto e a mensagem que aqui queremos deixar é de coragem.

Lisboa, 19 de Junho de 2017

A Direcção Nacional