319 novos militares da GNR que entram hoje ao serviço "não são poucos, são muito poucos"

APG avisa ainda que o sucesso do turismo deve-se à segurança do país, e por isso, Governo deveria incluir investimento nas forças de segurança como estratégia para o mercado turístico.


29 de setembro de 2017 às 07:00

319 novos militares da GNR que entram hoje ao serviço "não são poucos, são muito poucos"

Entram hoje ao serviço 319 novos militares da GNR.

São guardas que terminaram o último curso de formação, que tinha arrancado em novembro do ano passado, e que vão reforçar postos da GNR em vários pontos do país.

A maioria vai desempenhar funções de patrulhamento. 

O presidente da Associação dos Profissionais da Guarda (APG) admite que está preocupado com o número tão reduzido de novos elementos na GNR a entrar ao serviço, num ano em que está prevista a saída de pelo menos 400 militares. 

César Nogueira considera que estes cerca de 300 novos militares, que entram este ano ao serviço, é um número claramente insuficiente para as necessidades que existem.

MCR – CÉSAR NOGUEIRA - MANIFESTAMENTE INSUFICIENTE (audio)

O presidente da APG, César Nogueira diz que é fácil perceber que a entrada destes novos militares é insuficiente porque no espaço de dois anos vão sair do ativo cerca de 1000 militares da GNR. 

MCR – CÉSAR NOGUEIRA - ESTE ANO SAÍDA PREVISTA DE 400 (audio)

O Presidente da APG avisa que o sucesso do turismo em Portugal deve-se principalmente ao facto do país ser considerado muito seguro e que esse factor deve-se sobretudo ao trabalho das forças de segurança.

César Nogueira aponta o dedo ao Governo por não incluir o investimento na segurança como estratégia para garantir o sucesso no mercado turístico português.

MCR – CÉSAR NOGUEIRA - SEGURANÇA É PILAR PARA SUCESSO DO TURISMO (audio)

Artigo disponivel em Radio Comercial