A Associação dos Profissionais da Guarda – APG/GNR comemora o seu 29.º aniversário. De igual forma, comemora-se o aniversário do associativismo  profissional na GNR, de que a APG/GNR foi a corajosa percursora

Tal como no passado, orgulha-nos o nosso percurso histórico e reivindicativo em defesa de mais direitos, de um futuro melhor para todos e em nome de todos.

A APG/GNR saúda os seus associados que têm sido determinantes na assertividade da nossa acção e que fazem desta estrutura a mais representativa da Guarda Nacional Republicana.

A APG/GNR tem memória histórica, pelo que é justo que hoje também se preste homenagem às gerações de dirigentes que conduziram de forma corajosa os destinos desta Associação. 

E porque a nossa história também se tem feito de solidariedade e pontos de convergência importa saudar as estruturas sindicais, associativas e individualidades que fazem parte do nosso património histórico e que desde o primeiro momento prestaram o seu apoio incondicional. 

No dia de hoje relembramos também os obstáculos que ainda hoje existem à organização colectiva na GNR, que impedem o direito de associação sindical aos profissionais da GNR, discriminando-os em relação a outras forças congéneres a quem é concedido este direito.

O momento que vivemos é complexo e difícil, por força das limitações impostas no âmbito do combate à pandemia de Covid-19, que tem exigido de todos nós um empenho acrescido. É justo que num futuro próximo se reconheça o nosso esforço, mas também que esse reconhecimento se venha a traduzir no reconhecimento de direitos. 

Assinalar o  aniversário da APG/GNR é também reconhecer que hoje a Instituição é menos fechada que no passado, mais humanizada, mas de igual forma que ainda há muito por conquistar e que esse caminho só pode ser feito com o apoio de todos, pelos direitos de todos. 

A APG/GNR persistirá com a mesma coragem e determinação de sempre e o seu compromisso é para com os profissionais da Guarda, para com os seus direitos e pela defesa de uma vida melhor. 

Parabéns APG/GNR!

 

Lisboa, 30 de Abril de 2020

A Direcção Nacional